Você é o episódio de uma temporada 7 12

Análise (não tão séria) de The 8th son? Are you kidding me?

2020.06.18 16:50 epilef_backwards Análise (não tão séria) de The 8th son? Are you kidding me?

Análise (não tão séria) de The 8th son? Are you kidding me?
O texto a seguir vai conter palavrões, zoeiras e um excesso tóxico de ironia. O motivo disso é que esta obra é tão mal feita e patética que não merece a minha seriedade.
Lembram quando eu falei sobre Tower of God ser um completo desserviço à humanidade e sobre como ele seria o pior anime da temporada? Então...devo dizer que a temporada de primavera deste ano está de parabéns por ter conseguido o quase impossível feito de fazer que Tower of God não fosse o seu pior anime. Isso porque se existe uma frase que eu já levava para a vida, e vou levar ainda mais agora, é que tudo que está ruim pode piorar. Eis que chegamos a The 8th son? Are you kidding me?
É claro que eu já sabia que seria ruim. Todos os animes de aventura com nomes grandes são ruins. No entanto, esse aqui me pegou desprevenido por conseguir ser uma compilação de muitas das piores coisas que eu já vi em uma produção audiovisual (sim, é pior que Seikon no Qwaser).
A começar pelo seu roteiro. E que roteiro. HAHAHAHAHAHHAHAHHA.
Ele não somente apresenta todos os clichês imagináveis do gênero, porém, não os utiliza de nenhuma maneira para tentar subverter as nossas expectativas e proporcionar uma experiência menos tortuosa. Mas acredite em mim: esse é o menor problema do roteiro.
Primeiro, vamos aos personagens. Completamente tapados, estúpidos, rasos, sem senso de humanidade, pífios, patéticos, ignorantes, irritantes, desinteressantes e sem nenhuma camada de desenvolvimento, eles só não são piores, narrativamente falando, do que as suas relações. Todas as relações desse anime são forçados da maneira mais insensível e rushada possível. Desde a relação do protagonista com seu mestre à relação sua e seus "amigos". E coloco aspas ao falar amigos porque a "amizade" deles se inicia com ele forçando-os a participarem de uma acontecimento com um nobre daquele mundo. Agora você deve se perguntar o porquê dele "convidá-los". Então, eu também não sei. Não sei não porque não prestei atenção (embora quase dormi diversas vezes ao assistir esse pedaço de lixo), mas, sim, porque o roteiro coloca a razão mais aleatória e sem sentido imaginável. Ao que eu entendi, ele percebeu que aqueles 3 possuíam algo a mais que os demais não porque não desistiam dos "testes". O problema é que só nos é mostrado esses três e mais um ou outro personagem. Não temos 100% de noção se somente eles não desistiram ou não. Porém muito pior que isso são os "testes". HAHAHAHAHAHAHA os testes. Basicamente um do trio "principal", o qual se alia ao protagonista, tira do interior do orifício anal dele que o protagonista estava testando a qualidade dos demais da sua sala. Isso porque, claro, o protagonista é a pessoa abençoada que é mais forte, apenas com cinco anos, do que 90% dos magos existentes daquele mundo. Agora você deve pensar: bom, é claro que todo mundo ridicularizou esse idiota que falou isso já que o protagonista NUNCA fez nada que desse a entender tal coisa. Não, não somente ninguém o ridiculariza ou espanca ele ou qualquer coisa plausível na situação como eles CONCORDAM e SEGUEM essa ideia de "teste do protagonista". WHAT IN THE ACTUAL FUCK? POR QUE ELES ACEITARAM? ISSO LITERALMENTE NÃO FAZ O MENOR SENTIDO. E mais: não é como se esse cara que falou tivesse qualquer ligação com as demais pessoas da classe da suposta "escola" de aventureiros. Simplesmente ele era tão novato quanto todo mundo e veio com uma ideia ridiculamente absurda dessa. Mas é claro, mais absurda do que a ideia é a pessoa que a escreveu. Mas, novamente, relaxa, esse não é a pior convenção do roteiro. Não, não, ele fica pior. Muito pior.
A situação se transforma numa catástrofe maior quando falamos do protagonista. Muito mais do que clichê, raso, patético, irritante, sem graça e estúpido, falamos de um cara que tinha 25 anos na sua vida original e age como uma criança de -12. O que quero dizer com isso é que ele só apresentava um corpo de criança/jovem. Ele tinha VINTE E CINCO anos e começou a agir como um completo retardado mental a partir do momento que viajou ao mundo de fantasia (viagem essa que nem sequer tentou ser explicada pelo roteiro bananada). E muito pior do que isso: se ele já existia naquele mundo, como é possível que ninguém da família dele percebeu algo de estranho? Alguma mudança de comportamento? Mas é, eu acho que estou sendo um pouco rígido de mais uma vez que a mesma família literalmente não percebeu que o moleque sumia durante dias e voltava com um monte de comidas exóticas àquela região (para ser sincero, o pai dele até percebeu da primeira vez, no entanto, o roteiro apagou esse fato da existência pois enfim, sabe como é, não podemos ter problemas no andamento da estória XDXDXD).
Pior que a família mongoloide do moleque é o seu professor: quem, tirando o roteirista do anime, fala algo como "você vai ser um mago muito mais forte que eu" no primeiro encontro com alguém? O cara literalmente nem sequer tinha visto o menino em ação direito e já falou algo assim. Mas bem como o personagem do professor é completamente subutilizado e irritante, pior que ele é o treinamento imposto por ele ao protagonista (cujo nome sequer habita nas mais profundas camadas do meu subconsciente de tão lixo que ele e seu anime são). Não somente ele não faz o menor sentido como utiliza de certos artifícios como a transferência de poder que absolutamente não fazem sentido. Então quer dizer que pelo simples fato do professor falar como a magia se realiza o moleque já vai saber conjurá-la de maneira perfeita? Que dois dias depois do início do treinamento ele literalmente se equipara aos grandes magos do mundo?
O treinamento fica pior quando chega no ponto do professor do protagonista transferir seu poder a ele. Entendam a situação: eu falo de um dos top magos do mundo e de um moleque de 5 anos. Em que planeta ele conseguiria aguentar tamanha força/passagem de energia? Em nenhum. Em nenhum, claro, à exceção desse mundo. Mas calma. Vai além.
A relação dos dois é completamente forçada e sem nenhum toque de emotividade. Contudo, o roteirista do anime acreditou, em um de seus devaneios-os quais devem ser de onde o roteirista tirou uma escrita tão porca e lixosa-, que tal relação era orgânica e que seria muito bacana colocar uma cena comovente do aluno expurgando o seu professor que, na realidade, era um morto-vivo. Lembra quando eu disse que essa merda de um morto-vivo/assombração/visão treinar os protagonistas iria pegar depois de Kimetsu? Então, a desgraça já começou a acontecer (PS: Não funciona). A cena é patética e só demonstra como o roteiro cria TUDO à força e sem NENHUM toque de sensibilidade. Quem escreveu isso aqui tem a mesma sensibilidade uma melancia em uma loja de cristais.
Logo depois do fim do seu treinamento, o roteiro jumpa 10 anos (ou algo próximo) no futuro e o protagonista basicamente se tornou o mago mais poderoso do mundo treinando por conta própria. É, nem sequer auxílio de livros ele teve. Mas é claro, para o personagem que aprendia a usar uma magia perfeitamente só pelo seu mestre falar sobre ela, não é de se espantar que ele consiga treinar sozinho e se torne o mago mais forte de todos.
Ele adentra em uma escola de aventureiros e basicamente durante um episódio temos o ápice do roteiro juvenil. Lembra quando você, garotinho de 11 anos pós término de Sword Art Online, ficava imaginando como seria ser um cara super overpower para chegar na escola e todo mundo babar seu ovo? Pois é. No caso de 8th son, o roteirista trouxe esse seu sonho de infância à tona no protagonista da história. Literalmente ele sequer mostrou qualquer tipo de habilidade e absolutamente TODOS os demais já DESISTIRAM da escola porque era muita humilhação ter alguém tão foda e picudo com elas.
Calma...
HAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHA.
Após isso, ele se junta aos seus aliados da maneira como eu já falei e o anime se torna um compilado de histórias estúpidas montadas de uma maneira cancerígena aos sentidos.
Mas antes de dar procedimento, preciso comentar de uma das cenas que mais me fizeram rir na história da animação japonesa. Sério mesmo, eu engasguei de tanto rir.
E essa é a cena do dragão de ossos.
Basicamente o nosso herói e o seu grupo de personagens clichês se junta para ir a uma cidade próxima porque o protagonista é literalmente MUITO foda para ficar na escola de aventureiros. O problema aqui, antes de falar sobre o Dragão (HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHA), é que não há nenhum sentido nos outros três largarem a escola. Eles, embora considerados muito fortes, não são nem 5% do protagonista. Os três juntos quase morriam para lobos e tiveram que ser salvos pelo protagonista. Mas é, foda-se, eles simplesmente largaram a escola de aventureiros e foram se tornar aventureiros por conta própria sendo carregados pelo protagonista.
Para irem à cidade, utilizaram o método de viagem aparentemente mais rápido do mundo que é o navio mágico, um navio que voa graças à magia. Um método muito seguro e que não apresenta riscos de, por exemplo, cair. Bom, é aí que começa a cena.
O cara responsável por levar eles nessa travessia é o professor do professor do moleque. Ele fala sobre como a viagem é segura e que somente caso aparecesse um Dragão que o navio poderia cair. E adivinha o que aparece ao fundo no exato momento. Sim, um Dragão.
Calma...
HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
Eu comecei a rir de maneira quase descontrolada nesse ponto. Mas relaxa, vai ficar pior (ou melhor).
O Dragão de Caveira é uma das criaturas mais fortes existentes. Portanto, o seu visual PRECISA ser ameaçador, imponente e perigoso. O problema é que o visual dele é feito com base no pior 3D possível. Não somente destoa completamente do cenário como, por ser um 3D de qualidade abaixo da de Berserk, deixa o seu visual tudo menos amedrontador e de algo que pareça ser uma das criaturas mais fortes existentes. Os seus ataques são completamente pastelões e sequer triscam o protagonista (devo lembrá-los que era a primeira batalha do protagonista, o qual deveria ter não mais que 15 anos na cena, e justamente contra uma das criaturas mais fortes de todas). Contudo, nada é pior do que os efeitos sonoros da criatura.
Os efeitos sonoros dela, sem nenhuma brincadeira, lembram sons de batidas de cocos. BATIDAS DE COCOS.
A FEKEN CRIATURA MAIS FORTE DO PLANETA TERRA E DO MUNDO BANANADA DO PROTAGONISTA SE MOVE FAZENDO SOM DE BATIDA DE COCO
HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
Eu estourei de rir nesse momento. Simplesmente os sons são de uma qualidade tão péssima que geram um efeito cômico no que é para ser uma das cenas de batalha do anime. É literalmente hilário o quão ruim esse show é.
Agora lembrem do que eu disse: nada está ruim que não possa piorar.
Abaixo da qualidade audiovisual patética e do roteiro escrito por um fugitivo da APAE, temos a direção dessa bagaça (a qual eu já dei uma palha quando comentei acima sobre os efeitos visuais e sonoros).
Em poucas palavras, ela é o pior pedaço de merda audiovisual lixoso autista aidético já contemplado pela humanidade. Os diálogos são os piores em eras: expositivos, vergonhosos e sem sentido (existem horas que o que um personagem fala LITERALMENTE NÃO SE ENCAIXA COM O QUE ESTÁ ACONTECENDO. Um exemplo disso é quando o personagem principal pergunta a um outro personagem se algo seria x Ou y. Sabem o que o outro personagem responde? Sim. ELE RESPONDEU SIM A UMA PERGUNTA DE X OU Y. QUEM ESCREVEU ESSA MERDA CARA? HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA).
Mas nenhum diálogo supera o da cena que o protagonista expurga o seu professor. Nada que eu fale vai ser suficiente para a mesquinhez dele, portanto, assista por conta própria. É no final do episódio 2. Feche seus olhos e só ouça o diálogo.
A montagem das cenas...ah, a montagem das cenas. Vocês acreditam em mim se eu falar que esse anime tem problemas na MONTAGEM das cenas e dos diálogos? Coisas do tipo: um personagem estava em certa pose e no segundo seguinte ele está com a mesma pose só que de outra maneira. Um exemplo disso: um personagem (sequer lembro qual, acho que era o protagonista) aponta para o rosto. Na cena imediatamente seguinte ele permanece na mesma posição de apontar para si mesmo, contudo, aponta para o PEITO e não para o rosto. Um outro exemplo é quando o personagem pergunta algo para uma personagem e OUTRO cara responde a pergunta. WTF?.
Outro recorrente ponto na montagem das cenas aqui é que eu tive a ligeira impressão que houveram cenas cortadas. Do tipo: tal personagem vira e pergunta "Hm, o que você disse?" sendo que ABSOLUTAMENTE NINGUÉM FALOU NADA. Ou então x personagem se refere a algo que ele havia dito quando na verdade ele nunca realmente disse tal coisa (e sequer um flashback nos é mostrado). As transições entre cenas são feitas de uma maneira abrupta e que demonstram total inabilidade da direção mesmo em seus quesitos mais básicos. O corte é feito repentinamente e de maneira tão porca que, muitas vezes, corta a FALA DA PERSONAGEM.
Calma...
HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA.
Sim, é nesse ponto que a patetisse da produção desse anime chega.
E eu nem preciso tocar nos demais pontos tangentes à animação e à trilha sonora, certo?
A animação ficaria datada na década de 70 e a trilha sonora é forçada e sem graça. Aliás, sobre a animação, devo dizer que as escolhas estéticas sequer fazem sentido. O exemplo mais claro é a invocação de uma habilidade: um círculo tech aparece antes de uma skill ser conjurada. Por quê? Devo lembrá-los que esse anime se passa no feudalismo. Por que diabos tem um efeito que mais parece ter saído de Sword Art Online? A resposta é clara: porque a direção pateta não tem a menor criatividade para fazer algo além do que já foi feito infinitas vezes e caí no óbvio até mesmo nas escolhas visuais presentes no show.
As cenas de ação foram gravadas tentando cumprir o recorde mundial de cortes por segundo e não passam nenhuma sentimentalidade e emoção. Existem horas que são 3/4 cortes em questão de segundos. SÉRIO.
Veredito
Eu preciso parabenizar a produção dessa bomba por ter conseguido retirar o título de pior anime da temporada de Tower of God. Em poucas palavras: The 8th son? Are you kidding me? É o pior anime do ano (a menos que alguma produção tente copiar o feito da desse show e faça um cristal de merda como esse) e um dos piores de toda a existência da animação japonesa. Ele falha em absolutamente tudo que não aumentar a minha tolerância para animações.
E digo mais: Tower of God tem que agradecer essa abominação em formato de show por ter me feito repensar a nota que eu iria dar para ele.
Nota final: 0.
O elenco pateta e os vilões água com açúcar da série. Só para que você saiba: a garota atrás do protagonista tem 12 anos e tem cenas...meio bizarras, eu diria, ao longo do show porque os produtores acharam que seria uma boa ideia fazer isso :D
submitted by epilef_backwards to u/epilef_backwards [link] [comments]


2020.01.18 00:28 LoboS0litario Infinity Train

Meu 2º post aqui no Reddit (o primeiro eu apaguei) Não sei se pode, mas queria fazer uma recomendação... Ano passado assisti um desenho incrível que me ajudou a lidar com perdas que tive naquele ano. Se trata de uma minissérie animada de 10 episódios, que segue uma menina de 12 anos chamada Tulip que está programando um jogo para mostrar em um acampamento de design de jogos que fica em Oshkosh, mas seus pais recentemente divorciados não a podem levar, o que resulta nela tentando chegar lá sozinha até se deparar com o Trem Infinito no caminho...
O desenho têm duas temporadas, mas a 2ª acho que só têm legendado por enquanto. O desenho passa lições sobre amadurecimento e lidar com mudanças, é muito bom. Seja você criança ou adulto, assista!
submitted by LoboS0litario to desabafos [link] [comments]


2019.10.28 08:22 altovaliriano Showrunnes falam sobre Game of Thrones no Austin Film Festival

Ontem a tarde (27/10), a usuária (acho que é mulher) do twitter de nickname "Needle & Pen" esteve na platéia da coletiva com David Benioff e Dan Weiss e tuitou, entre as 05:12 e as 06:32h, algumas das coisas que ouviu de ambos em uma imensa thread na rede social.
Eu traduzi a thread, sem os comentários que ela fez após o evento acabar.
Confira abaixo:
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2019.08.21 19:04 Amanda3exceler Você já ouviu falar sobre a série Stranger Things? CSSAT

A série mais nostálgica de ficção científica criada pelos Irmãos Duffer, Stranger Things, conquistou uma legião de fãs de todas as idades. Depois de quase 2 anos, sem novos episódios, a trama volta com uma nova temporada cheia de surpresas.

Resumo de Stranger Things

A série de Stranger Things foi lançada em 15 de Julho de 2016, com 8 episódios cheios de suspense.

1.ª temporada (2016)

Em novembro de 1983, na pequena cidade de Hawkins, Indiana, um garoto chamado Will Byers de 12 anos, desaparece misteriosamente.Sendo assim, a mãe de Will, Joyce, torna-se frenética e tenta encontrar Will, enquanto o chefe de polícia Jim Hopper começa a investigar, assim como os melhore amigos de Will: Mike, Dustin e Lucas.
Além disso, uma menina psicocinética que sabe o paradeiro de Will é encontrada pelos três garotos.

2.ª temporada (2017)

Exatamente, um ano após os eventos do desaparecimento de Will, no Halloween de 1984, o garoto voltou para casa e para a companhia de seus amigos, mas ainda está conectado ao tal “Mundo Invertido”. No entanto, mesmo depois de tanto tempo, a pequena cidade de Hawkins, Indiana, não está completamente à salvo.

3.ª temporada (2019)

No verão de 1985, o novo Shopping Star court tornou-se o centro das atenções em Hawkins, levando antigas lojas à falência. Os meninos estão entrando na adolescência, e novos interesses e romances surgem. No entanto, em sigilo, o Laboratório de Hawkins é reativado, causando uma série de blecautes na cidade. É nessa hora que o Will tem a sensação que o portal está sendo reaberto.

Maratone Stranger Things com a CSSAT

A tecnologia do CSSAT trouxe consigo o avanço da TV digital, que tem o intuito de solucionar o problema daqueles que só possuíam acesso aos canais de TV analógicos de má qualidade: o sinal de TV analógico era instável e de péssima qualidade do sinal.
Muitas vezes a tecnologia empregada sofria interferência de diversas fontes, comprometendo a qualidade do sinal, o som e a imagem. Dessa forma, o teste CS é a solução que faltava para você acompanhar sua série favorita. Acesse a sua série predileta com seu celular, tablet, notebook, TV e demais dispositivos. Conte com teste CSSAT e boa maratona!

Conheça a CSSAT e saiba mais: https://www.cssat.com.b
submitted by Amanda3exceler to u/Amanda3exceler [link] [comments]


2019.08.04 02:52 altovaliriano Os primeiros dias do fandom de ASOIAF e Game of Thrones

Link: https://bit.ly/2KtExQJ
Autora: Alyssa Bereznak
Título original: The Last Popular TV Show (How game of Thrones became the last piece of monoculture)

Padraig Butler não se lembra exatamente quando se tornou Deus-Imperador da Brotherhood Without Banners. Nos últimos 18 anos, o gerente demeteorologia aeronáutica de 43 anos fez uma peregrinação anual à Worldcon, a convenção de ficção científica e fantasia, para celebrar o trabalho de George R.R. Martin, autor de As Crônicas de Gelo e Fogo. E foi quase 18 anos atrás, quando ele viajou pela primeira vez de sua cidade natal, Dublin, na Irlanda, para a Filadélfia, que começou a jornada até Imperador-Deus.
Segundo a história, a recém-criada organização - batizada em homenagem a um grupo fora da lei na série de livros - organizou uma festa em homenagem a Martin. Depois de uma noite de bebedeira, um fã bem satisfeito, conhecido em fóruns online como Aghrivaine (e cujo nome real é David Krieger), presenteou o autor com uma espada e pediu para ser armado cavaleiro. O autor concordou sob uma condição: que Krieger e os outros foliões se juntassem a ele em uma "missão" às 1 da manhã ao Pat’s King of Steaks. Naquela noite, depois que cerca de 20 membros da BWB encheram seus estômagos com a comida local, eles foram apelidados de Cavaleiros do Cheesesteak.
Nos primeiros anos do clube de fãs do livro, quando o tamanho dos encontros da Brotherhood Without Banners ainda era administrável, esses títulos voltados para a comida se tornaram um símbolo de honra. (Os Cavaleiros da Poutine, os Cavaleiros do Deep Dish, os Cavaleiros do Haggis e, lamentavelmente, os Cavaleiros da Lixeira). Por decreto de Martin, foram acrescentadas outras honras para reconhecer a participação. Um membro que tivesse participado de pelo menos três grandes encontros da BWB seria apelidado de lorde. Depois das cinco, um príncipe. E depois de sete, rei. Butler já esteve em 16 Worldcons e cerca de 100 outras convenções relacionadas a Thrones e confraternizações pertinentes, protegendo seu reino há muito tempo por meio de seu título de cavaleiro do Cheesesteak. "Eventualmente perguntaram a George, de que chamaremos Padraig agora?" Butler lembra. "Ele disse: ‘É isso. Ele é um rei. Ele vai ficar rei até que alguém o remova do trono’”. Butler não tem planos de parar. "Agora as pessoas apenas dizem: 'Você é o Imperador-Deus'".
Butler visitou um total de 12 países e quatro continentes para se encontrar com seus companheiros de estandarte, construindo uma rede social internacional digna de um líder mundial consagrado. E graças a uma junção de tecnologia e entretenimento, a série de livros indie pela qual ele se apaixonou nos anos 90 se tornou uma espécie de passaporte cultural, tanto uma razão para ver o mundo quanto uma maneira de se conectar com as pessoas que o compõem.
Ao longo dos anos, ele também assistiu com admiração quando Game of Thrones explodiu e se tornou uma peça onipresente da cultura pop diante de seus olhos. Um dia, ele embarcou em um trem e viu vários passageiros lendo os livros de Martin. Então ele olhou para cima para ver outdoors gigantes anunciando a data de estréia da adaptação da HBO. Eventualmente, seus colegas no aeroporto começaram a discutir o programa como uma fonte de turismo. (Uma atração de 110.000 pés quadrados chamada Game of Thrones Studio Tour será aberta na Irlanda na primavera de 2020.) Depois de quase 20 anos celebrando a série, e vendo-a se transformar em best-seller, programa de televisão, universo estendido e a potência da propaganda, ele ainda acha difícil processar o alcance da franquia. "É tipo: Nossa, isso está em toda parte agora."
[...]
Em 1997, Linda Antonsson estava dando uma olha sua livraria local em Gotemburgo, na Suécia, quando se deparou com uma versão em brochura de A Guerra dos Tronos, de George R.R. Martin. Era o primeiro item no que o autor previa ser uma trilogia intitulada As Crônicas de Gelo e Fogo, e contava a história de várias grandes casas disputando o poder nos continentes fictícios de Westeros e Essos, contada a partir da perspectiva de um punhado de personagens interessantes. O livro tinha sido lançado no ano anterior sem muito alarde. "Realmente não fez sucesso quando saira em capa dura", lembra Antonsson. Mas quando ela começou a ler, foi fisgada.
Ninguém mais que ela conhecia havia lido o livro, então ela se voltou à internet em busca de outros fãs de Martin - o que era uma experiência relativamente nova nos anos 90. "Eu lia muita fantasia, mas nunca tive ninguém com quem conversar sobre fantasia", ela me disse. "Eu tinha todas essas coisas que queria discutir e ninguém para conversar." Os cidadãos suecos não conseguiram adquirir suas próprias conexões dial-up até 1995; antes disso, Antonsson ocasionalmente fazia o acesso no centro de informática de sua universidade, onde estudava arqueologia clássica. Quando ela finalmente conseguiu sua própria conexão à Internet, ela navegou de bulletin board em bulletin board, debatendo desde a trilogia O Senhor dos Anéis, de J. R. R. Tolkien à série de livros A Roda do Tempo, de Robert Jordan. “Era um mundo incrível para se entrar, para poder encontrar todas essas pessoas que compartilhavam seu interesse sobre essas coisas que pareciam bem obscuras.”
Através desses primordiais fóruns da internet, Antonsson também descobriu o ElendorMUSH, um RPG multijogador baseado em texto que simulava o ambiente da Terra Média descrito nos romances de Tolkien. (O termo MUSH significa “alucinação compartilhada por vários usuários” [multi-user shared hallucination]. Isso foi antes de World of Warcraft, quando os computadores não tinham placas gráficas poderosas e os jogadores tinham que usar sua imaginação). Foi lá, na “cultura” que Antonsson havia se juntado, que ela conheceu Elio García. Na época, García estudava literatura inglesa e história medieval na Universidade de Miami. E os dois passaram os últimos anos analisando os detalhes mais sutis da Terra Média em árvores de discussão da Usenet, as precursoras dos fóruns on-line. Depois de terminar A Guerra dos Tronos, Antonsson convenceu o cético García a lê-lo também.
Logo eles estavam navegando juntos. Em 1998, a internet estava sendo amplamente usada como um utilitário de busca de informações em vez de uma rede social. Mas com a ajuda de algumas pesquisas no AltaVista, os dois encontraram tantos fóruns de fãs de A Guerra dos Tronos quanto puderam. Entre seus resultados estava Dragonstone, que García lembra ter sido executado via uma conexão de internet instável na Austrália; Harrenhal, que foi construído sobre a plataforma de serviços web Angelfire da Lycos (quee de alguma forma ainda existe hoje); e um fórum chamado Canção de Gelo e Fogo, dirigido por um usuário chamado “Revanshe.” Isso foi na época em que o mundo do entretenimento estava começando a entender o poder de marketing de mitos na internet. E, ao fuçar os fóruns de fãs dedicados à série Wheel of Time, Antonsson havia testemunhado em primeira mão como pistas e pontos da trama não resolvidos motivavam conversas. Ela viu o mesmo fervor se desdobrando com ASOIAF.
"Algumas das maiores e mais intensas discussões sempre foram sobre mistérios", disse Antonsson. "O primeiro tópico que eu lembro de ter lido no fórum de Pedra do Dragão foi a discussão sobre a paternidade de Jon e as poucas pistas que existiam depois do primeiro livro."
O fórum ASOIAF de Revanshe acabou se tornando grande em 1998, acumulando o que García estimava em cerca de 1.000 usuários regulares. Quando chegou a hora de Revanshe ir para a faculdade de medicina, ela passou o site para García, que já havia se tornado um moderador.
Enquanto isso, García e Antonsson estavam planejando começar seu próprio jogo MUSH em Westeros. Para garantir uma representação fiel, eles colocaram sua formação acadêmica em prática e tornaram-se geologistas, botânicos, zoólogos, antropólogos e historiadores autônomos de Westeros, registrando todos os fragmentos de dados que poderiam extrair de de Guerra dos Tronos em um documento do Microsoft Word chamado “The Concordance”. Eles compartilharam o banco de dados no fórum ASOIAF, pavimentando o caminho para a fundação da enciclopédia on-line feita por fãs, que hoje é conhecida como A Wiki of Ice and Fire. A wiki, que seria desenvolvido alguns anos depois, é composto de 23.081 páginas de conteúdo e passou por 236.642 edições desde o seu lançamento. Também inspirou a fundação de 11 sites irmãos em idiomas estrangeiros.
Observando os fóruns de fãs da Roda do Tempo, eles também estavam cientes de que a correspondência com os autores era freqüentemente perdida em tópicos separados. Então foi nessa época que eles começaram a registrar as entrevistas de Martin, e-mails, respostas em fóruns e postagens em blogs pessoais. (Naquele ano eles fizeram seu primeiro momento de contato com o autor, para pedir permissão para fazer o jogo MUSH. Meses depois, ele concordou, e os dois ainda tocam o A Song of Ice and Fire MUSH como um projeto paralelo).
O crescimento constante dos seguidores on-line de Martin - emparelhado com seu envolvimento na cena de ficção científica e fantasia desde os anos 1970 - gerou uma quantidade razoável de novidades para o segundo fascículo da série de Martin, A Fúria dos Reis. "Martin não pode rivalizar com Tolkien ou Robert Jordan, mas ele se qualifica com perfeitos medievalistas de fantasia como Poul Anderson e Gordon Dickson", escreveu um Publisher's Weekly cautelosamente otimista. À época, Peter Jackson estava se preparando para filmar a trilogia de filmes de O Senhor dos Anéis, e produtores e cineastas que viam potencial no gênero de fantasia começaram a sondar Martin pelos direitos de sua história. (Ele hesitou, convencido de que sua história nunca poderia ser esmagada no formato de filme).
Foi quando a coisa entre García e Antonsson ficou séria em mais de uma maneira. Por dividirem o gosto por Tolkien, Jordan e Martin, um romance floresceu e, alguns meses depois de Fúria ser lançado, García se mudou para a Suécia. Todos com quem eles conversaram sobre a série estavam apaixonados por ela. “Nós tínhamos alguns proselitistas que falavam em arremessar os livros em amigos, familiares, colegas de trabalho, etc.”, disse García por e-mail. “E foi tudo muito orgânico. A Random House não passava seu tempo vasculhando maneiras de nos vender ou fazendo com que trabalhássemos para eles, os fãs só fizeram isso porque gostavam”.Encorajados pelo fato de o livro inicial não ter sido o único, eles lançaram o site Westeros.org, reunindo os fóruns que herdaram, os dados de “The Concordance” e seus registros dos declarações públicos de Martin. Começou como um projeto paralelo executado em um servidor miudo em casa, enquanto continuavam a perseguir seus respectivos objetivos acadêmicos. Mas, eventualmente, se tornaria a principal fonte de análise e informação sobre o universo, seu autor e tudo mais.
Enquanto isso, a série de Martin continuou atraindo mais leitores e tornando-se mais difícil de lidar. O manuscrito de seu terceiro livro, A Tormenta de Espadas, tinha 1.521 páginas, e alguns editores não conseguiram manter tudo em um volume. Mas seu apoio entre a comunidade on-line da fantasia ficou mais forte do que nunca, e a Publisher’s Weekly chamou esse fascículo de “um dos exemplos mais gratificantes de gigantismo na fantasia contemporânea”. Quando foi lançado em 2000, estreou em 12º lugar na lista de best-sellers do New York Times.
No momento em que Martin lançou O Festim dos Corvos em 2005, ele garantiu seu lugar como o proeminente escritor de fantasia da década. O livro chegou ao topo da lista de best-sellers do New York Times e a Time o apelidou de "o Tolkien americano". Mas ele também se deparou com os mesmos problemas com Festim que com Tormenta. Sua solução foi dividir Festim em dois e contar a história de apenas metade dos personagens, em vez de metade da história de todos os personagens. Ele explicou tudo no post scriptum do quarto livro, logo após um final instigante. "Olhando para trás, eu deveria ter antevisto", escreveu Martin em seu site pessoal em 2005. "A história faz suas próprias demandas, como Tolkien disse uma vez, e minha história continuou pedindo para ficar maior e mais complicada."
O que pode ter sido uma limitação editorial frustrante para Martin foi uma fonte quase enlouquecedora de suspense para sua crescente base de fãs. Depois de esperar cinco anos entre o terceiro e o quarto livro, os leitores ainda ficaram imaginando o destino de favoritos como Jon Snow, Tyrion Lannister e Daenerys Targaryen. O próximo fascículo seria lançado em 2011, seis agonizantes anos depois. E foi durante esses períodos de silêncio, quando os fãs não tinham material novo com o qual se ocupar, que eles começaram a se concentrar em criar os seus próprios. "Não tenho certeza se a popularidade que antecede os livros poderia ter acontecido se os livros tivessem saído muito rapidamente", disse Antonsson. “Ter tempo entre uma série de livros é o que alimenta a discussão nas comunidades. Dura mais”.
O acesso digital e as plataformas sociais estavam evoluindo para apoiar esses tipos de obsessões. Entre 1995 e 2005, o uso global da Internet aumentou de 44,4 milhões de usuários para 1,026 bilhão. Plataformas simples para blogs, como LiveJournal, WordPress e Xanga, tornaram mais fácil para as pessoas iniciarem blogs pessoais e compartilharem suas ideias sobre qualquer coisa, independentemente de quão arbitrárias ou específicas. E as primeiríssimas redes sociais da web, incluindo o MySpace e o Facebook, estavam na infância, assim como o conceito de podcasting.
Enquanto Martin continuava atualizando sua base de fãs através de um LiveJournal chamado Not a Blog, seus fãs adoradores lidavam com sua impaciência de formas cada vez mais criativas. A maioria preferiu vasculhar os fóruns de Westeros.org ou Tower of the Hand, onde puderam analisar todas as teorias possíveis em torno de cada enredo e propor suas próprias. Uma facção de leitores impacientes se separou para formar uma comunidade ressentida conhecida como GRRuMblers. O fundador do site Winter Is Coming, Phil Bicking se agarrou a um anúncio de 2007 de que a HBO adquirira os direitos da série As Crônicas de Gelo e Fogo, e redirecionou sua energia para um site do Blogger que registrava o elenco, as filmagens e a produção da série. Mesmo antes de o piloto ter sido filmado, os fãs no site de Bicking começaram a tratar os anúncios do elenco como mistérios não resolvidos. Como um colunista de fofoca, Martin iria postar dicas sobre quem foi escalado para determinado papel em seu blog, para alimentar a chama. "Então a base de fãs passaria dias debruçado sobre aquilo, tentando desvendar o teste", disse Bicking. “Nós descobrimos todos eles. Fiquei chocado que as pessoas foram capazes de descobrir até mesmo Isaac Hempstead Wright, que interpreta Bran, e estava em um comercial antes disso”. Bicking se lembra de ter começado dois tópicos separados para discutir rumores e vê-lo ser encher com quase 1.000 comentários cada um. “Então, eu fiquei tipo: 'OK, eu tenho aqui uma comunidade dedica e de bom”, disse ele. A grande imprensa estava tomando conhecimento". Algum programa de TV recente gerou mais entusiasmo on-line, sendo que nem mesmo é um programa de TV?", perguntou o The Hollywood Reporter em 2010.
Quando a HBO estreou Game of Thrones em 2011, Martin já era famoso. Ele havia vendido mais de 15 milhões de livros em todo o mundo, fora retratado pelo The New Yorker e poderia levar sua legião de adoradores e haters ao frenesi com uma simples foto de férias postada em seu LiveJournal. Tudo isso significava que, quando o programa estreou em 17 de abril, ele se saiu bastante bem segundo os padrões de televisão. Cerca de 2,22 milhões de pessoas assistiram à estreia, o que foi menos do que o número de espectadores conquistados por Storage Wars da A&E e por The Killing da AMC, e mais do que Khloe & Lamar do E!.
Ainda assim, a crítica o recebeu de forma foi irregular. Embora muitos analistas tenham elogiado a capacidade da HBO de estabelecer um palco exuberante e cativante para a história complexa e abrangente de Martin, outros a consideraram um sinal de declínio da rede. Slate o chamou de “lixo de fantasia semi-medieval e repleto de dragões”. O New York Times o descreveu como “drama em traje de época com pingue-pongue sexual”. Em uma fala indicativa de uma conversa muito maior sobre a legitimidade da cultura nerd e sua perceptível falta de inclusão de gênero, a crítica Ginia Bellafante detonou o show por glorificar “a ficção infantil paternalmente acabou atingindo a outra metade da população”, e concluiu que “se você não é avesso à estética de Dungeons & Dragons, a série pode valer a pena”.
Enquanto isso, os servidores da Westeros.org estavam caindo. A agitação que antecedeu a estreia do programa deixou García e Antonsson com cerca de 17.000 membros registrados no Westeros.org. Mas o casal estava totalmente despreparado para a onda de interesse que se seguiu à estréia da série. Na noite em que foi ao ar, o site foi torpedeado pelas buscas do Google, e os dois cuidavam de seu único servidor como um recém-nascido com cólica. Para desviar o fluxo de tráfego, García ajustou o site para que apenas os membros registrados pudessem ver as postagens. "Eu imaginei que isso impediria as pessoas de entrarem", disse ele. No dia seguinte, ele acordou com 9.000 novas solicitações de conta. García passou horas aprovando manualmente os recém-chegados. A espera entre o terceiro e o quarto romance estimulou um aumento lento e constante de fãs, talvez um ou dois mil membros por ano entrando no fórum. Mas com a chegada do programa de TV, eles poderiam acumular vários milhares em um único dia. "Foi impressionante", disse García. “Os membros do nosso fórum chamaram a onda de novas pessoas de 'The Floob' - uma enxurrada de noobs.” Foi nessa época que García e Antonsson abandonaram suas atividades acadêmicas para se concentrarem no site em tempo integral.
Embora o casal tenha perdido alguns dos dados do número de visitantes dos primeiros dias, Antonsson lembra-se de ter assistido a vazão e o refluxo do tráfego em A Wiki of Ice and Fire quando os recém-chegados reagiram aos principais pontos da trama da primeira temporada. Esses picos foram particularmente pronunciados no episódio 9, quando o herói do programa, Ned Stark, foi executado inesperadamente. “Logo após o episódio terminar, todo mundo foi até a página de Ned Stark para checar: Ele está bem? Né?” - lembrou Antonsson. (Ele não estava.) O final da temporada do show foi assistido ao vivo por cerca de 3,04 milhões de lares - cerca de 820 mil a mais do que a estréia. A primeira temporada mais tarde viria a ser indicada para 13 Emmys e ganharia dois, para Melhor Design de Abertura e para a performance de Peter Dinklage como Tyrion na categoria Melhor Ator Coadjuvante em série dramática. Ao matar o herói de Westeros antes mesmo que a temporada terminasse, Benioff e Weiss chocaram seus espectadores menos maduros, agradaram os superfãs dos livros e plantaram uma semente de curiosidade que sustentaria a série ao longo dos próximos oito anos.
O que García e Antonsson testemunharam em seu site naqueles primeiros dias se assemelhava à conversa em duas frentes de Game of Thrones que logo surgiria na mídia e na internet como um todo. Depois de cada novo episódio televisivo, aqueles que não leram os livros (agora presumivelmente na casa dos milhões, tendo em conta a audiência do programa) correm para a Internet em busca de contexto, enquanto os leitores de livros (também uma base crescente) riem de diversão e depois analisam as diferenças entre o show e o cânone. Essa “camada paralela” de conversação, como a T Magazine do New York Times a chamou, pode ao mesmo tempo fornecer aos recém-chegados uma melhor compreensão do universo de Westeros e permitir que os veteranos testassem seu conhecimento detalhado do cânone em contraste com o show.
[...]
E há o Deus Imperador Butler. Embora o programa esteja chegando ao fim e não esteja claro se ou quando os livros remanescentes de Martin serão publicados, a comunidade que ele aprecia sobre Thrones continua viva. Em agosto, muito depois do final da série, ele participará de sua 17ª reunião da Brotherhood Without Banners na Worldcon em Dublin. "Seria meio triste não ir", disse ele.
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2019.07.03 15:00 Amanda3exceler The Big Bang Theory: cinco coisas sobre o final da série CS SAT Soluções em TVs

ATENÇÃO: ESSE TEXTO CONTÉM SPOILERS SOBRE AS TEMPORADAS DE THE BIG BANGH THEORY.
Quando uma série de 4 nerds estreou em setembro de 2007, poucas pessoas apostaram no sucesso estrondoso que estava por vir. O gênero de comédia é um dos mais explorados na televisão americana, sem muito esforço, podemos lembrar inúmeras comédias marcantes: Friends, How I Met Your Mother, Two and a Half Men e claro, o assunto deste artigo: The Big Bang Theory.
Como destaquei acima, a primeira temporada chegou em 2007 com uma premissa que ousava diante de um tema comum: narrar a história de um grupo de amigos. O principal diferencial da série era o fato de ser quase totalmente focada em uma cultura geek. Os protagonistas do seriado, Leonard, Sheldon, Raj e Howard, formam um grupo peculiar: um físico experimental; um físico teórico; um astrofísico e um engenheiro aeroespacial.
Mas não pense que a série é apenas uma grande referência a cultura nerd. O roteiro acerta a mão ao inserir uma personagem, a vizinha de Leonard e Sheldon, Penny, que é o oposto do grupo: uma aspirante a atriz e garçonete. Sem dúvidas, o contraste entre essas personalidades é um dos principais destaques do programa.
Ao todo, a série teve 12 temporadas e um total de 279 episódios. Se, ao longo dessa jornada você se perdeu, parou de ver ou ficou confuso com algumas mudanças, separamos as principais informações que você precisa saber para facilitar a compreensão do último episódio do seriado.

1 – Leonard e Penny ficam juntos!

Um dos casais mais queridos do universo das séries termina juntos! Após muitas idas e vindas, Penny e Leonard casaram-se na nona temporada, em uma simples e reservada cerimônia em Las Vegas. Na décima temporada, um segundo casamento foi realizado, reunindo parentes e amigos.

2 – Sheldon Cooper está casado!

Sheldon é um dos personagens mais emblemáticos da televisão. O jeito peculiar e muitas vezes meio bizarro (um bom bizarro, aliás) é um dos melhores atrativos da série. Ao longo dessas 12 temporadas, Sheldon foi o personagem que mais evoluiu. Se antes era uma tormenta qualquer tipo de contato físico com outros ou até mesmo manifestação de emoções mais intensas, o físico teórico superou essas barreiras. No final da décima primeira temporada, Sheldon Cooper casou-se com Amy Farrah Fowler, em um cerimônia que derreteu o coração de qualquer fã.

3 – A primeira filha nerd!

O primeiro nerd a ter um filho foi Howard. Na décima temporada, nasceu a filha do engenheiro aeroespacial com Bernadette. Em homenagem ao famoso cometa, a bebê recebeu o nome de Halley. Já na décima primeira temporada, nasceu o segundo filho do casal: Neil Michael, em homenagem ao astronauta Neil Armstrong e ao pai de Bernadette.

4 – Raj ainda não encontrou um relacionamento estável

Se todos os outros personagens conseguiram formar casais fofos e excêntricos, Rajesh Koothrappali ainda não encontrou sua alma gêmea. Um dos personagens mais queridos do público, o astrofísico até conseguiu resolver (em partes) a doentia timidez, começando inclusive, alguns relacionamentos, mas sem grandes avanços.

5 – Sheldon e Amy estão próximas de ganhar um nobel da física!

O casal mais nerd do planeta decidiram trabalhar juntos em um ousado projeto que visava comprovar a teoria da supersimetria. Claro que esse plot teve alguns percalços no caminho: os dois cientistas se envolveram em uma briga por plágio e quase que o crédito de Amy na pesquisa teve que ser removido. Dessa forma, no derradeiro episódio da série, acompanhamos a conclusão de uma das situações mais especiais de The Big Bang Theory.

Maratone The Big Bang Theory com a CSSAT

A tecnologia do CSSAT trouxe consigo o avanço da TV digital, que tem o intuito de solucionar o problema daqueles que só possuíam acesso aos canais de TV analógicos de má qualidade: o sinal de TV analógico era instável e de péssima qualidade do sinal.
Muitas vezes a tecnologia empregada sofria interferência de diversas fontes, comprometendo a qualidade do sinal, o som e a imagem. Dessa forma, o teste CS é a solução que faltava para você acompanhar sua série favorita. Acesse a sua série predileta com seu celular, tablet, notebook, TV e demais dispositivos. Conte com teste CSSAT e boa maratona!

Conheça a CS SAT: https://www.cssat.com.br
submitted by Amanda3exceler to u/Amanda3exceler [link] [comments]


2017.12.12 03:04 subreddit_stats Subreddit Stats: curitiba top posts from 2012-02-22 to 2017-12-08 18:00 PDT

Period: 2115.95 days
Submissions Comments
Total 465 501
Rate (per day) 0.22 0.24
Unique Redditors 63 127
Combined Score 2646 1027

Top Submitters' Top Submissions

  1. 962 points, 182 submissions: chiphead2332
    1. De modelo a defasado: o declínio do sistema de ônibus de Curitiba (15 points, 1 comment)
    2. Richard Stallman, fundador do movimento Software Livre, do Projeto GNU, e da Free Software Foundation, faz palestra em Curitiba dia 2 de junho (12 points, 1 comment)
    3. 5 museus de graça que são pouco conhecidos na capital paranaense (11 points, 0 comments)
    4. Curitiba teve fevereiro mais quente em 14 anos (11 points, 0 comments)
    5. Massa de ar Polar promete trazer frio avassalador para Curitiba nos próximos dias (11 points, 1 comment)
    6. Prefeitura implanta em Curitiba o compartilhamento de bicicletas (11 points, 1 comment)
    7. Bicicletas compartilhadas chegam no 2º semestre em Curitiba (10 points, 2 comments)
    8. Cientista curitibano está entre os cotados para o Nobel de Física (10 points, 0 comments)
    9. Curitiba receberá pela primeira vez festival internacional de divulgação científica (15 a 17 de maio) (10 points, 0 comments)
    10. Curitiba tem uma média de quase seis assaltos a ônibus do transporte público por dia (10 points, 1 comment)
  2. 330 points, 48 submissions: gordori
    1. Google Transit agora mostra os horários dos ônibus em tempo real em Curitiba (15 points, 0 comments)
    2. Número de atropelamentos em Curitiba cai 36,5% em dois anos (13 points, 0 comments)
    3. Pipoteca: conheça história do produto mais conhecido de Curitiba (13 points, 0 comments)
    4. Curitiba e região terão 5 novos shoppings; saiba como está a situação de cada um (12 points, 2 comments)
    5. Histórico da tarifa de ônibus em Curitiba (12 points, 1 comment)
    6. Curitibanos afirmam que o transporte do futuro é o público, mas maioria usa veículo particular (11 points, 1 comment)
    7. Eleições 2016: Qual a sua opinião sobre o Fruet? (11 points, 5 comments)
    8. [Humor] Winston Greca / Rafael Churchill (11 points, 3 comments)
    9. As marcas do paranismo na arquitetura de Curitiba (10 points, 1 comment)
    10. China presenteia Curitiba com escultura semelhante a obra desprezada por sua praça mais famosa (10 points, 0 comments)
  3. 249 points, 42 submissions: Chrono1984
    1. Prefeitura anuncia aumento de passagem de ônibus em Curitiba (4,25, dia 06/02) (14 points, 11 comments)
    2. Rafael Greca é eleito prefeito de Curitiba (13 points, 0 comments)
    3. Linha Verde completa uma década só com metade da obra concluída (11 points, 3 comments)
    4. Dinheiro de fraude em escolas era repassado para a campanha de Beto Richa (10 points, 0 comments)
    5. Beto Richa é governador com menor aprovação do país (8 points, 0 comments)
    6. Demora no atendimento e água caindo pelo teto causam confusão na UPA da CIC (8 points, 0 comments)
    7. Governo do estado descumpriu 72,4% das ressalvas feitas pelo TC em contas de 2013 (8 points, 0 comments)
    8. Massacre de Curitiba é “esquecido” pela Retrospectiva 2015 da Globo (8 points, 1 comment)
    9. Paradas, estaduais do PR suspendem seus vestibulares (8 points, 0 comments)
    10. Veja 12 momentos em que Greca detonou seu “novo aliado” Beto Richa (8 points, 0 comments)
  4. 187 points, 31 submissions: pedrostakeholder
    1. Prefeito Rafael Greca inicia fiscalização e esvazia bares na rua onde mora (11 points, 1 comment)
    2. ATENÇÃO: Curitiba pode ter greve parcial de ônibus nesta segunda-feira (23) (10 points, 3 comments)
    3. Prefeito Rafael Greca é internado com embolia pulmonar (10 points, 2 comments)
    4. Previsão de -4º C. Fim de semana deve ter o dia mais frio do ano no Paraná (10 points, 1 comment)
    5. TC manda prefeitura suspender reajuste da tarifa de ônibus em Curitiba (10 points, 1 comment)
    6. Vereador que dizia "pagar para trabalhar" tentou, mas não se reelegeu em Curitiba (10 points, 0 comments)
    7. Show do Aerosmith em Curitiba é cancelado: como fazer o reembolso do ingresso (9 points, 0 comments)
    8. Prepare-se: motoristas e cobradores decidem estender greve em Curitiba (8 points, 3 comments)
    9. Conta de luz da Copel vai ter desconto de mais de 10% em abril (7 points, 0 comments)
    10. É hoje! “A inesquecível viagem de Natal” estreia no Palácio Avenida (7 points, 0 comments)
  5. 71 points, 8 submissions: frahm9
    1. O Greca brindou o ano novo com Cini (13 points, 3 comments)
    2. A RPC parece um grupo do whatsapp (12 points, 0 comments)
    3. (banhopensamento) O Parracho da RPC é a cara do Jeb Bush (11 points, 3 comments)
    4. A rádio Lumen vai acabar mês que vem (10 points, 1 comment)
    5. Indicação de psiquiatra e/ou psicólogo? (9 points, 1 comment)
    6. Curitiba tá longe de receber uma Olimpíadas, mas pelo menos teve Água Verde (7 points, 0 comments)
    7. Semana do Cinema Polonês no Shopping Agua Verde: cinco filmes com entrada gratuita (5 points, 0 comments)
    8. O dia que a Khaleesi foi pedir ajuda do Rafael Greca (4 points, 1 comment)
  6. 55 points, 8 submissions: koselleck
    1. TIL: Alguns ônibus de Curitiba têm mais de 17 anos mesmo com o limite máximo permitido em contrato de 10 anos. (13 points, 0 comments)
    2. Professor de História é ameaçado por dizer que Lula não deve ser assassinado (10 points, 4 comments)
    3. Greca diz que vai fazer "Lava Jato física" em Curitiba e que metrô é para toupeira (Entrevista para o UOL) (7 points, 2 comments)
    4. Delator diz que encontro para discutir caixa dois reuniu Beto Richa, presidente da Alep e diretor da Seed (6 points, 0 comments)
    5. Orquestra Sinfônica do Paraná abre temporada com novo maestro titular (6 points, 2 comments)
    6. O céu é o limite: Os movimentos do camaleônico ministro da Saúde, Ricardo Barros, para fazer de sua família a nova oligarquia do Paraná (5 points, 0 comments)
    7. Terceira edição do Festival de Ópera do Paraná com apresentações gratuitas (5 points, 0 comments)
    8. Visita à Lapa (3 points, 1 comment)
  7. 49 points, 7 submissions: rpcastilho
    1. Curitiba vista do bairro Alto da XV (15 points, 1 comment)
    2. Fábrica dos "Sonhos Alfa" do carro do sonho é atingida por incêndio (9 points, 1 comment)
    3. se você é gordo/gorda, como faz pra comprar roupas aqui em Curitiba? (7 points, 1 comment)
    4. Moinho Holandês em Castro/PR (6 points, 0 comments)
    5. Ladrões armados roubam loja dentro do ParkShopping Barigui (5 points, 0 comments)
    6. Homem morre ao tentar pegar pinhão em árvore (4 points, 1 comment)
    7. Família Imperial vem a Curitiba (3 points, 1 comment)
  8. 42 points, 6 submissions: mrcapgras
    1. Lumen FM anuncia encerramento das atividades após 12 anos (13 points, 2 comments)
    2. Alguém reconhece da onde é essa vista? (8 points, 3 comments)
    3. A rota cervejeira do, bom e velho, São Francisco (6 points, 2 comments)
    4. Uber confirma chegada a Curitiba (6 points, 2 comments)
    5. Projeto prevê abono na falta de servidor municipal em caso de morte de animal (5 points, 1 comment)
    6. Leprevost: “Vou disputar prefeitura nem que chova canivete” (4 points, 0 comments)
  9. 39 points, 7 submissions: luccwb
    1. Esquema de desvios milionários da UFPR era comandado por três famílias, diz PF (8 points, 1 comment)
    2. Gírias e lugares de Curitiba nos anos 1980 (8 points, 0 comments)
    3. 15 episódios marcantes da história do Paraná (7 points, 0 comments)
    4. Boqueirão: a fazenda que se transformou num dos maiores e o mais populoso bairro de Curitiba (5 points, 0 comments)
    5. Oil Man - O Homem óleo "marvels" (5 points, 3 comments)
    6. Palácio Avenida - Natal 2017 (4 points, 0 comments)
    7. Palácio Avenida Curitiba - ÚLTIMA APRESENTAÇÃO 2016 (2 points, 0 comments)
  10. 32 points, 6 submissions: luiznp
    1. Ligeiramente interessante: Esse gif na front page foi gravado no Palladium (9 points, 0 comments)
    2. Tiroteio na Avenida Marechal Deodoro deixa assaltante ferido (8 points, 1 comment)
    3. Piscina de bolinhas gigante no Shopping Estação atenderá adultos em horário especial (5 points, 1 comment)
    4. Tentaram me assaltar agora há pouco na XV. (5 points, 3 comments)
    5. Water Salute no aeroporto Afonso Pena, para o 1º voo da rota Guarulhos - Curitiba (4 points, 2 comments)
    6. Estimativa da PM: 15 mil nas ruas (1 point, 0 comments)
  11. 27 points, 6 submissions: tarigui
    1. Presidente da FCC, Marcos Cordiolli é detido durante confusão no Centro (6 points, 0 comments)
    2. Dia da Bandeira do Haiti é comemorado em Curitiba (5 points, 1 comment)
    3. Novos parques de Curitiba integram 'projeto verde' na região sul (5 points, 0 comments)
    4. Ratinho lidera disputa a prefeito; 4 opositores ‘embolam’ o 2.º lugar (5 points, 2 comments)
    5. Moeda social eletrônica pode começar a circular em Curitiba (3 points, 0 comments)
    6. Shows de jazz tomam conta do Paço da Liberdade (3 points, 0 comments)
  12. 26 points, 5 submissions: pizzaiolo_
    1. Ouvidoria Municipal de Curitiba recomenda o uso de Software Livre (8 points, 2 comments)
    2. Vaga Desenvolvedor Linux em Curitiba/PR (8 points, 0 comments)
    3. Curitiba lança edital para implantação de sistema de carro elétrico compartilhado (5 points, 0 comments)
    4. Leminski Falando Sobre Graffiti (3 points, 0 comments)
    5. Padre que fugiu da Síria recomeça a vida em Curitiba (2 points, 0 comments)
  13. 23 points, 4 submissions: crszoom
    1. Curitiba entra no terceiro dia com greve de ônibus; siga em tempo realGazeta do Povo (7 points, 4 comments)
    2. Guarda Municipal detém cinco por pichação (7 points, 0 comments)
    3. Novo estádio do Paraná estaciona na mesa do ministro do Planejamento (6 points, 0 comments)
    4. Faça chuva ou tenha Carnaval, professores seguem acampados na Alep (3 points, 0 comments)
  14. 19 points, 2 submissions: drlyons
    1. Máquina de venda automática de guarda-chuva chega a Curitiba (10 points, 0 comments)
    2. whatafuck vendendo hamburguer a 1 real (9 points, 3 comments)
  15. 18 points, 3 submissions: paloboq
    1. 46 bairros de Curitiba e Região Metropolitana ficarão sem água no fim de semana (9 points, 1 comment)
    2. Greca perde a batalha da comunicação para servidores em greve (6 points, 1 comment)
    3. Dono de mansão no Alphaville Curitiba vende tudo a partir de R$ 3 (3 points, 0 comments)
  16. 18 points, 1 submission: zikavirusfromhell
    1. Um destes é o novo prefeito de Curitiba. Consegue distinguir qual deles? (18 points, 0 comments)
  17. 17 points, 2 submissions: zwttrn
    1. Onde vocês gostam de comer aqui? (12 points, 10 comments)
    2. Liga De Basquete Interpraças (5 points, 0 comments)
  18. 15 points, 4 submissions: bags_groove
    1. A polícia covarde do Beto Richa contra os professores e manifestantes - 29/04/15 (6 points, 0 comments)
    2. Cena Paisagem - Lusco Fusco (parte 1) - Sessão ao vivo [Jazz-Rap Curitibano] (4 points, 0 comments)
    3. Novo álbum de Francisco Okabe - "Ah não ser eu toda a gente e toda a parte!" (3 points, 0 comments)
    4. Cena Paisagem - Lusco Fusco (parte 2) - Sessão ao vivo [Jazz-Rap Curitibano] (2 points, 0 comments)
  19. 14 points, 4 submissions: muaddib4
    1. No Paraná, motociclista tem 20 vezes mais chances de morrer em acidentes (6 points, 1 comment)
    2. 9º Festival Aéreo do ACP anunciado! (4 points, 0 comments)
    3. Arma em Nó - Projeto Não Violência - Museu Paranaense - Curitiba - Paraná (3 points, 0 comments)
    4. Segurança pública é assunto para prefeito e não se reduz apenas à Guarda Municipal (1 point, 0 comments)
  20. 14 points, 1 submission: meunovonomedeusuario
    1. Esta senhora vende coisas feitas com anéis de lata de refrigerante na feirinha do Largo e estava vestida com uma "cota de malha" feita desse material (14 points, 1 comment)
  21. 13 points, 2 submissions: tinho666
    1. Jovem com a camisa do Paraná Clube é procurado pela polícia de Nova Jersey (9 points, 1 comment)
    2. Vereador tenta ludibriar eleitores e MP manda alterar o nome do Candidato (4 points, 4 comments)
  22. 13 points, 1 submission: leospricigo
    1. /gazetadopovo (13 points, 3 comments)
  23. 12 points, 1 submission: H_F_G
    1. Assalto no centro (12 points, 7 comments)
  24. 12 points, 1 submission: steingt
    1. Paraná TV starter pack (12 points, 1 comment)
  25. 11 points, 1 submission: Snowyguy
    1. Alunos de Ciências da Computação na UFPR, tenho uma pergunta: (11 points, 14 comments)
  26. 10 points, 8 submissions: GustavoScalzer
    1. Passagem de ônibus em Curitiba sobe e vai para R$ 4,25 (2 points, 0 comments)
    2. Prefeitura de Curitiba será multada por não baixar a passagem do ônibus (2 points, 1 comment)
    3. CURITIBA: Rafael Greca e Ney Leprevost vão para o 2º turno (1 point, 0 comments)
    4. Guardas municipais de Curitiba são detidos monitorando chácara de Rafael Greca (1 point, 0 comments)
    5. Locais de votação no Paraná mudam após ocupação de escolas; veja onde você vai votar (1 point, 0 comments)
    6. Não sabe onde votar? Veja aqui qual é seu local de votação (1 point, 0 comments)
    7. Porto de Paranaguá abre concurso com 28 vagas e salário de R$ 4,5 mil (1 point, 0 comments)
    8. VÍDEO: Ex-prefeito tenta se esconder no forro de casa e é preso pela polícia (1 point, 0 comments)
  27. 10 points, 1 submission: Kawakai
    1. Viajando para Curitiba durante 3 dias, onde ficar? (10 points, 4 comments)
  28. 9 points, 1 submission: Fergobirck
    1. Delivery de comida - Recomendações? (9 points, 3 comments)
  29. 9 points, 1 submission: Madooxlins
    1. Museum ucranian Curitiba-pr (9 points, 0 comments)
  30. 9 points, 1 submission: zedafuinha
    1. Centro: Problemas com tráficos de drogas e usuários de crack (9 points, 9 comments)
  31. 8 points, 3 submissions: gstv86
    1. Após “tratoraço”, manifestantes invadem a Assembleia [Gazeta do Povo] (3 points, 0 comments)
    2. Pesquisa do Procon aponta diferença superior a 70% em produto para a Páscoa (3 points, 1 comment)
    3. Telemarketing de todo o país pode ser bloqueado por clientes do Paraná (2 points, 0 comments)
  32. 8 points, 2 submissions: anselmocaramelo
    1. Assalto no tubo Coronel Dulcídio termina em morte (7 points, 0 comments)
    2. Sempre que ando de metrô em SP penso: Curitiba não está pronta... (1 point, 5 comments)
  33. 8 points, 1 submission: -Chimpzy-
    1. Pretendendo me mudar pra Curitiba e precisando de uma ajuda (8 points, 4 comments)
  34. 8 points, 1 submission: Fer22f
    1. Aviso encontrado sobre a Frente Nacionalista (8 points, 3 comments)
  35. 8 points, 1 submission: GiovaniGuizzo
    1. Redditors do /curitiba, postem suas fotos com o grande Oil Man. (8 points, 3 comments)
  36. 8 points, 1 submission: ProfessorPauloGuina
    1. I was researching the city of Curitiba for my Geography project, found its horrible flag, and redesigned it. : vexillology (8 points, 0 comments)
  37. 8 points, 1 submission: ebaroni83
    1. Adolescente morre esfaqueado dentro de escola ocupada em Curitiba (8 points, 0 comments)
  38. 8 points, 1 submission: hankdraperdasilva
    1. Está funcionando o sistema de compartilhamento de bike? (8 points, 1 comment)
  39. 7 points, 2 submissions: eplehans
    1. Bike-riding downtown Curitiba (4 points, 1 comment)
    2. Any good trails for trail running in or around the Curitiba area? (3 points, 4 comments)
  40. 7 points, 1 submission: anonimou_eu
    1. Violência em Curitiba (7 points, 6 comments)
  41. 7 points, 1 submission: paulora2405
    1. Dicas e fatos sobre Curitiba (7 points, 4 comments)
  42. 7 points, 1 submission: quagliato
    1. Maratona "De Volta Para o Futuro" no dia 21 de Outubro (7 points, 0 comments)

Top Commenters

  1. chiphead2332 (172 points, 85 comments)
  2. gordori (109 points, 46 comments)
  3. meunovonomedeusuario (35 points, 16 comments)
  4. luiznp (35 points, 15 comments)
  5. leonhgomes (33 points, 12 comments)
  6. Chrono1984 (33 points, 10 comments)
  7. koselleck (32 points, 13 comments)
  8. gstv86 (29 points, 15 comments)
  9. TheDemonHauntedWorld (22 points, 10 comments)
  10. MestreShaeke (18 points, 10 comments)
  11. punkcosmonaut (18 points, 5 comments)
  12. zedafuinha (17 points, 6 comments)
  13. ToddIskrovan (12 points, 7 comments)
  14. GiovaniGuizzo (11 points, 7 comments)
  15. cadrina (11 points, 7 comments)
  16. robaco (11 points, 6 comments)
  17. tinho666 (10 points, 7 comments)
  18. zwttrn (10 points, 6 comments)
  19. guedslaitt (10 points, 4 comments)
  20. GilbertoDoPiento (9 points, 6 comments)
  21. Labaporu (9 points, 5 comments)
  22. pedrostakeholder (9 points, 4 comments)
  23. elfuegoqueardetupiel (8 points, 4 comments)
  24. hankdraperdasilva (8 points, 4 comments)
  25. rpcastilho (8 points, 4 comments)
  26. Fergobirck (8 points, 3 comments)
  27. lucvs (8 points, 3 comments)
  28. Lecoruje (7 points, 4 comments)
  29. frahm9 (7 points, 4 comments)
  30. Gobain (7 points, 3 comments)
  31. chibiwarf (7 points, 3 comments)
  32. gsreis (7 points, 3 comments)
  33. sulp13 (7 points, 3 comments)
  34. strogo1010 (6 points, 3 comments)
  35. rockywm (6 points, 2 comments)
  36. Jvrc (6 points, 1 comment)
  37. RafaAff (6 points, 1 comment)
  38. eojnai (6 points, 1 comment)
  39. tarigui (6 points, 1 comment)
  40. anselmocaramelo (5 points, 5 comments)
  41. Fer22f (5 points, 3 comments)
  42. koalabrasil (5 points, 2 comments)
  43. lucassasso (5 points, 2 comments)
  44. MakeitHOT (5 points, 1 comment)
  45. ksye (5 points, 1 comment)
  46. Vitorfg (4 points, 5 comments)
  47. TheSputnik (4 points, 4 comments)
  48. H_F_G (4 points, 3 comments)
  49. Hohgrat (4 points, 2 comments)
  50. aoshiz87 (4 points, 2 comments)

Top Submissions

  1. Um destes é o novo prefeito de Curitiba. Consegue distinguir qual deles? by zikavirusfromhell (18 points, 0 comments)
  2. Curitiba vista do bairro Alto da XV by rpcastilho (15 points, 1 comment)
  3. De modelo a defasado: o declínio do sistema de ônibus de Curitiba by chiphead2332 (15 points, 1 comment)
  4. Google Transit agora mostra os horários dos ônibus em tempo real em Curitiba by gordori (15 points, 0 comments)
  5. Prefeitura anuncia aumento de passagem de ônibus em Curitiba (4,25, dia 06/02) by Chrono1984 (14 points, 11 comments)
  6. Esta senhora vende coisas feitas com anéis de lata de refrigerante na feirinha do Largo e estava vestida com uma "cota de malha" feita desse material by meunovonomedeusuario (14 points, 1 comment)
  7. /gazetadopovo by leospricigo (13 points, 3 comments)
  8. O Greca brindou o ano novo com Cini by frahm9 (13 points, 3 comments)
  9. Lumen FM anuncia encerramento das atividades após 12 anos by mrcapgras (13 points, 2 comments)
  10. Número de atropelamentos em Curitiba cai 36,5% em dois anos by gordori (13 points, 0 comments)

Top Comments

  1. 10 points: Chrono1984's comment in Rafael Greca estuda limitar grafite
  2. 8 points: Chrono1984's comment in Greca diz que vai fazer "Lava Jato física" em Curitiba e que metrô é para toupeira (Entrevista para o UOL)
  3. 8 points: punkcosmonaut's comment in Prefeitura anuncia aumento de passagem de ônibus em Curitiba (4,25, dia 06/02)
  4. 7 points: gordori's comment in Greca faz balanço dos 100 dias de gestão e diz que não quer ser quem 'agrada sindicatos e maltrata o funcionalismo'
  5. 6 points: Jvrc's comment in Manifestantes ameaçam atear fogo na sede do PT em Curitiba
  6. 6 points: RafaAff's comment in Tem um Delivery novo de cerveja gelada em Curitiba... pedi hoje e fiquei surpreso que chegou em 30 minutos! E o preço parece ser bem mais em conta que o Alo Esquenta
  7. 6 points: chiphead2332's comment in Ratinho lidera disputa a prefeito; 4 opositores ‘embolam’ o 2.º lugar
  8. 6 points: chiphead2332's comment in Por que Curitiba ainda não tem um bilhete único?
  9. 6 points: eojnai's comment in Prefeitura anuncia aumento de passagem de ônibus em Curitiba (4,25, dia 06/02)
  10. 6 points: gordori's comment in Histórico da tarifa de ônibus em Curitiba
Generated with BBoe's Subreddit Stats (Donate)
submitted by subreddit_stats to subreddit_stats [link] [comments]